terça-feira, 7 de junho de 2011

A merda de ter um iPod


A voz a ressoar nos ouvidos
Mulher de cabelos de oiro
Cantando
Encantando
Fazendo-me sonhar
Com as montanhas da neve
Amores quentes em terras frias
Voz do passado
Que ainda hoje me toca
Mulher de cabelos negros
Que encantando
Me fala á paixão
Sonhos arrebatadores, distantes
Longínquos
Fica o sonho
De uma paixão

Sons ondulantes
Viagem no paraíso
Sons azuis e vermelhos
Ondulando
Ao sabor da paixão
Notas agudas
Do oriente
Ecoam, trazendo paz
Espírito selvagem
Ondulando um sorriso
Tranquilo
Sinos repicam…

Voz de olhos rasgados
Ressoa na minha alma
Trazendo memórias
Imensas
De uma paixão insana
Som que se estende
Levando a alma ao extremo
Do êxtase
Canta com a força
Do universo


Regressando ao passado
Recente
Cavalgando o som
Abanando e gingando
Ancas bamboleantes
Cativantes
Andando ao ritmo
De um som viciante
Embriagante


Rochas a rolar
Cadencia militar
Exércitos de sons
Gritando
Instrumentos atacando
Virando de repente
Para um carrossel
De sons e melodias
Vozes potentes gritam
As paixões de outrora

Minha cabeça explode
Incapaz de acompanhar
Tanta beleza
Tanto som
Lágrimas que correm
De impotência
Queria tanto
Dar azo ao meu coração
Gritando ás nuvens
Todo o sol que sinto
Toda a paixão que me assola
Limito-me a ouvir
Deficiente
Incapaz
De cantar

Merda que dói ouvir a beleza através da música e não conseguir alcançá-la…

Jimmy
7 de Junho de 2011

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nobita escreveu: