terça-feira, 14 de junho de 2011

O meu whisky


Bebo o meu whisky
Placidamente
Sonho o meu prazer
Sorriu e escrevo
A vida que sinto
A vida que vivo
Bebo o meu whisky
Já tonto rio-me
Alarvemente
Da minha vida
Ou da falta dela
Bebo o meu whisky
E já bêbado
De solidão, de tristeza
Levanto-me
E morro mais um dia

Jimmy
Bordo, 13 de Junho de 2011

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nobita escreveu: