terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Rosa do Deserto


Nuvens enovelam-se negras
espírito maldito que existes
nos incêndios de fogo negro
nas feridas abertas pelas chamas
o choro de uma criança encolhida
abrigada da tempestade vermelha
sangue que sobe aos céus na forma de chama
criança que chora lágrimas amargas
de dor
flor árida no deserto
cresce imortal
veneno mortal que queima
uma mente enlouquecida em fogo
de criança só
abandonada
triste
chora a perda de tal rosa
do deserto, de pedra
fria e árida
amarga
cansada a criança deita-se
olhando o azul da tristeza


Sem comentários:

Publicar um comentário

Nobita escreveu: