quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Coma


A luz filtrando pelas janelas
ilumina meu rosto adormecido
rictos de dor mascaram minha cara
olhos ardentes se abrem
ofuscados pela luz
que ilumina meu espírito
anos de sono se diluem
na dor
no conhecimento
a vida que perdi
o amor que morreu.
Desperto finalmente
embrutecido
e só quero voltar a dormir
voltar a sonhar
e morrer
sorrindo

28 de Janeiro de 2012

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nobita escreveu: