segunda-feira, 9 de maio de 2011

A canção



Sons que ecoavam
Trompas e fanfarras cantando
Um sentimento, uma paixão
Uma solidão, um vazio
Sons agudos em turbilhão
Ressoavam
No meu interior
Memórias assaltavam-me
Vivas e há muito esquecidas
Uma tristeza, uma canção
Ouvia deleitado, sons a ecoar
Alto, elevando aos céus
Uma paixão que não tenho
Um prazer que me possui
Oiço a canção
Sinto o céu
Sem o alcançar.

Pembroke
9 de Maio de 2011
(ouvindo um concerto de órgão de Edward de Geest na catedral de Gand)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nobita escreveu: