quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

O jardim

Uma tarde amena passeio
Caminhando lentamente
Imerso na minha solidão
Rodeado de cor, de luz
Canteiros cheios de flores
Quero colhe-las a todas
Murcharão no dia seguinte
Enjauladas numa jarra
Prisão de cristal
Soltas, rosas perfumadas
Pétalas delicadas
As flores ali estão
Sorrindo
Continuo a andar
Na minha solidão

25 de Dezembro de 2014

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nobita escreveu: