domingo, 25 de abril de 2010

A tempestade

de repente a tarde fez-se negra
explosões e relâmpagos ribombaram
tal como tambores
a chuva caiu miudinha
o frio entrou
tempestade com sabor a África
caiu
arrastando tudo
inundando a minha alma
de águas revoltas e turvas
comecei a afogar-me
no desespero
queria encontrar
e perdi-me

Jimmy, 25 de Abril de 2010

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nobita escreveu: