terça-feira, 9 de março de 2010

Abandono

O choque foi brutal
A adrenalina correu como fogo
Incendiando meu coração
O medo cresceu, negro, viscoso
Abri os olhos
E o abismo sorriu, imenso
Mergulhei

Perdido na escuridão
O terror absoluto
O nada
A espera
Do nada
O tempo corria ao som da respiração
Cada golfada a morte que chegava
Surda
Lenta
Negra

O terror gritava
De medo
De solidão

Tão longe uma estrela brilhou
E mais outras
Explodindo no meu cérebro
Todo um universo
Gritando
Está cheio de estrelas!!!!


Jimmy, 9 de Março de 2010

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nobita escreveu: